Carregando.
Aguarde !

Histórico

Histórico


A Pós-Graduação do CENA tem como compromisso a formação de cientistas para atuar nas grandes áreas de Ciências Exatas, Ciências Biológicas e Ciências Ambientais, concentradas em uma única área de concentração: a Energia Nuclear na Agricultura. Neste sentido, os projetos das dissertações ou teses tem como foco o uso e/ou desenvolvimento de técnicas e métodos nucleares, destacando-se a conservação de alimentos com radiação gama, o melhoramento genético de plantas com radiação gama para indução de mutações, o uso de radioisótopos como traçadores em estudos de fertilidade de solos, em nutrição de plantas e em nutrição animal, a aplicação de radiosótopos em química analítica, o uso técnicas analíticas nucleares baseadas em atenuação de radiação gama em física de solos e densimetria de madeiras, entre tantos outros exemplos.

Breve Histórico

O Programa de Pós-Graduação em Ciências do CENA/USP foi criado, em 1972, para atender a demanda nacional por docentes, pesquisadores e profissionais especializados na aplicação de técnicas nucleares em ciências agropecuárias, florestais e ambientais. Iniciou com o Curso de Mestrado em Energia Nuclear na Agricultura, vinculado a ESALQ. Em 1990, por meio da Resolução 3633 do Conselho de Pós-Graduação da USP, criou-se o Programa de Pós Graduação em CIências do próprio CENA/USP, - Área de concentração: Energia Nuclear na Agricultura, com cursos de mestrado e de doutorado.
No entanto, o curso de doutorado passou a ser oferecido somente a partir do segundo semestre de 1991. O CENA, tornou-se um instituito renomado por liderar, no país, as pesquisas relativas à aplicação de técnicas nucleares em agricultura e ambiente, qualificado pra a formação de mestres e doutores nesta área de conhecimento.
atualmente lidera as pesquisas adquirira renome no país liderando as pesquisas relativas à aplicação de técnicas nucleares em agricultura e ambiente, plenamente qualificado para a formação de doutores nesta área de conhecimento. Também no exterior, o CENA desenvolve inúmeros convênios e cooperações com outras universidades e instituições. Além disso, o sucesso do mestrado e doutorado e o aumento do número de pesquisadores contratados contribuíram para que o CENA recebesse da Pró-Reitoria de Pós-Graduação da USP, autonomia para gerenciar o PPG CENA.

O PPG-CENA tem como compromisso a formação de cientistas para atuar nas grandes áreas de Ciências Exatas, Ciências Biológicas e Ciências Ambientais, concentradas em uma única área de concentração: a Energia Nuclear na Agricultura. Neste sentido, os projetos das dissertações ou teses tem como foco o uso e/ou desenvolvimento de técnicas e métodos nucleares, destacando-se a conservação de alimentos com radiação gama, o melhoramento genético de plantas com radiação gama para indução de mutações, o uso de radioisótopos como traçadores em estudos de fertilidade de solos, em nutrição de plantas e em nutrição animal, a aplicação de radiosótopos em química analítica, o uso técnicas analíticas nucleares baseadas em atenuação de radiação gama em física de solos e densimetria de madeiras, entre tantos outros exemplos. Desde sua criação, já foram defendidas mais de 375 dissertações de mestrado e 228 teses de doutorado. No período de 1972 a 1989, o Programa de Pós-Graduação do CENA manteve, predominantemente, o foco em Energia Nuclear na Agricultura. A partir de então, gradativamente, outras técnicas foram incorporadas ao PPG em Ciências.
Em 2000, com as novas frentes de pesquisas do CENA, o curso de PPG-CENA foi reformulado, desmembrando a área de Energia Nuclear na Agricultura em 3 áreas de concentração, a saber, em Energia Nuclear, em Química e em Biologia. As três áreas possuem linhas de pesquisas relacionadas a missão do CENA, ou seja, agricultura e ambiente.
O desmembramento foi oficialmente concretizado em 2004, aprovado pelo Conselho de Pós-Graduação da USP.



Nos últimos três triênios o PPG/CENA recebeu conceito 7 nas avaliações realizadas pela CAPES
2004-2006
2007-2009
2010-2012


O carácter multidisciplinar do PPG CENA dentro das Ciências Agrárias e Ambientes

Com a evolução de diversas técnicas não nucleares, que proporcionaram uma integração com outras áreas de pesquisa básica e aplicada, o Programa de Pós-Graduação em Ciências do CENA/USP passou a oferecer novas disciplinas e linhas de pesquisa relacionadas a biotecnologia, desenvolvimento de técnicas analíticas e estudos ambientais, reforçando, ainda mais, seu caráter multidisciplinar.

Um dos tópicos que se destaca no PPG/CENA envolve as denominadas técnicas espectroanalíticas, enfatizando-se a excelência do PPG-CENA e de seus docentes no desenvolvimento e aplicações em espectrometria de emissão atômica com plasma (ICPOES), espectrometria de absorção atômica com chama (FAAS), espectrometria de absorção atômica com atomização eletrotérmica (ETAAS), espectrometria de absorção molecular (MAS), espectrometria de massas com plasma (ICP-MS), espectrometria de massas para análises isotópicas especiais (isótopos de nitrogênio, oxigênio, hidrogênio, enxofre, carbono e boro), além da espectrometria gama, espectrometria beta, espectrometria alfa e espectrometria de fluorescência de raios-X.

Outro destaque que o caráter multidisciplinar do PPG-CENA é a formação de recursos humanos em automação analítica. O CENA é o berço dos processos de automação analítica empregando análise por injeção em fluxo contínuo (FIA), e possui em seu elenco de professores credenciados, cientistas com excelentes índices de citação em química, particularmente em química analítica. Neste contexto, o PPG-CENA , se destaca no Brasil por oferecer qualificação para uma completa formação em automação, que, soma aos novos procedimentos análiticos, o desenvolvimento de novos instrumentos.
O PPG-CENA também permite a formação de forma integrada em ecologia, biogeoquímica e ecotoxicologia com renomados especialistas de destaque internacional, que há muitos anos desenvolvem pesquisas relacionadas com ecossistemas naturais e alterados, com muita tradição em pesquisas na Amazônia e na Bacia do Rio Piracicaba (Estado de São Paulo).
Os alunos têm a oportunidade de participar da elaboração das estratégias de amostragem, da coleta das amostras, do preparo das amostras com técnicas modernas e das determinações das espécies químicas de interesse, utilizando técnicas avançadas.

Outras áreas de grande atuação do PPG-CENA envolvem a biotecnologia e a genômica, que contam com vários especialistas de renome internacional orientando pesquisas de ponta nas áreas de genômica e proteômica de microorganismos patogênicos e de plantas; marcadores moleculares em estudos de biodegradação, conservação da biodiversidade e recursos genéticos; manipulação genética visando o melhoramento vegetal e estudos sobre o desenvolvimento de plantas, micropropagação de plantas, entre outros.

O caráter multidisciplinar do PPG CENA é o único no Brasil que engloba formação de recursos humanos de forma integrada em ciências analíticas, ciências do ambiente, ciências biológicas, ciências geológicas, ciências nucleares e agronômicas. Como conseqüência, excelentes profissionais foram e continuam sendo formados aqui, com um perfil fortemente delineado em metodologia científica para solução de problemas no âmbito da produção agrícola e conservação dos recursos naturais e do ambiente.